>

13 de nov de 2016

[crônica] PEDRO LUSO – A mentira



            
  
      [ESPAÇO DA CRÔNICA]

  A MENTIRA

- PEDRO LUSO DE CARVALHO


Ninguém poderá afirmar, sem sentir certo desconforto, que jamais mentiu em algum momento de sua vida. Até porque a mentira às vezes é a única saída que temos para situações embaraçosas, ou de outras que podem ser onerosas, como o pedido de fiança ou de aval por quem não pode pagar.
Nesses casos, a mentira não poderá ser vista como ato que revela fraqueza de caráter ou distúrbio mental, como poderá ser dito de quem seja mentiroso contumaz, isto é, aquela pessoa que, sem a menor necessidade, mente. Conheço um bom número desse tipo de pessoa, que me levam a duvidar de tudo o que dizem, sobre este ou aquele assunto.
O convívio com pessoas que mentem é difícil e desinteressante. Não escondo a aversão que tenho a essas pessoas, que não titubeiam em dizer, por exemplo, que visitam Paris uma vez por ano, quando sequer chegaram a conhecê-la. Infelizmente, tenho suportado alguns colegas e parentes próximos que vivem em suas teias de mentira, e não se dão conta de que sabemos que falseiam os fatos.
Amigos mentirosos, acredito que não os tenho. Os meus amigos, que não são muitos, dão-me a segurança de que é verdade o que deles ouço. Nem me ocorre pensar se os fatos por eles narrados são ou não verdadeiros; portanto, o que dizem dispensam-me de quaisquer filtros contra a mentira.


    
    *    *    *



40 comentários:

  1. Pessoas que3 inventam, mentem procuro nem me aproximar... Mas quem não deu, como dizes, uma mentirinha daquelas pra livramento de uma situação chata? rs abraços, linda semana,chica

    ResponderExcluir
  2. A veces he notado que algunas personas que mienten sin motivo, es una sensación que los hace sentir mejores o les da placer, no se, pero sucede. Buen domingo.

    ResponderExcluir
  3. Amigo Pedro, que prazer estar de volta e ler seu belo texto que, com certeza é bem sincero, sim, há sinceridade por aqui, pois eu também não gosto de pessoas mentirosas, dessas que mentem por quaisquer motivos.
    Tenho o prazer de ter amigos sinceros, acho muito bom isso, pois de que adianta viver mentindo, pois de uma hora para outra se esquecem que mentiram e ficam em situações embaraçosas, pois até dizem que, para se mentir é preciso ter boa memória,rsrs!
    Eu tenho boa memória, mas para coisas importantes, as que marcam minha vida, se eu tentar mentir com certeza serei pega.
    Mas como dizes, algumas mentirinhas todos nós já dissemos, eu prefiro me omitir, mas nem sempre se pode e o jeito muitas vezes é mentir, acho que nessas condições a mentira deixa de ser tão ruim.
    Há também a mentira que mentimos para nós mesmos, é, tem vez que não queremos a verdade!
    Abraços amigo, tenhas um lindo domingo e obrigada pelo carinho lá no meu espaço!

    ResponderExcluir
  4. Pedro
    O verdadeiro mentiroso jamais sabe falar sem mentir, o pior é quando por dever de ofício o temos de aturar. Normalmente sabemos que a verdade, está do avesso do que diz. Mais, a verdade já deixou de ser a realidade. A verdade é a imaginada por ele apenas.
    Para os não mentirosos, por vezes precisam de se socorrer da chamada mentira piedosa.
    Agradeço que veja, leia e comente BRASIL - O SORRISO DE DEUS.
    Goiás e o Planalto
    abraço

    ResponderExcluir
  5. A mi también me fastidia cuando oyes hablar a una persona y no se sabe que parte es verdad o mentida, mucha gente utiliza la mentida para poner una escusa cual sería mejor decir la verdad sin ofender y no una mentida.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  6. A mentira assim como a verdade é relativa... depende de a que se destina. uma mentira pode ser piedosa e uma verdade cruel, assim como também o seu contrário.
    Pode ser uma inverdade ou uma fantasia, mas não com foros de mentira, apenas construção da mente. Agora, mentira em que se revela falta de caráter não dá para aceitar assim como fazem alguns políticos que enganam deliberadamente para obter vantagens pessoais ou pessoas que manipulam fatos para tirar vantagens de qualquer ordem é imoral ou crime. Mentirinha social sem prejuízo para ninguém até pode (rs) para evitar constrangimentos.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  7. Es cierto que hay gente que vive de la mentira. Otro viven de hacerse la víctima.
    Prefiero que no me digan nada a que me digan mentiras. De todos modos, estamos rodeados de mentiras. Por desgracia.

    ResponderExcluir
  8. Pedro,
    Um dos piores defeitos, sem dúvida é a mentira. Onde ela se encontra existe também a inveja, andam de mãos dadas. São pessoas destrutivas, vingativas e tudo o mais em matéria de caráter. Como acreditar em alguém que sistematicamente mente sem razão nenhuma? Não há condições de amizade nem de relacionamento superficial. São doentes, e doentes são tratados por especialistas. Onde se acolhe um mentiroso, é barraco e bronca certa.
    Só há um 'senão' para empregarmos uma mentira: quando a mentira pode beneficiar alguém, um doente terminal, uma omissão para não desmantelar um relacionamento em que ainda há chance de se refazer, etc. Ótima abordagem.

    Beijinho, querido.

    ResponderExcluir
  9. E o pior são as pessoas que mentem com tanta certeza que parece que falam verdade. A mentira é um feio defeito que imprime carácter a quem mente. E não estou a falar das mentirinhas piedosas que a todos acontece...
    Uma boa semana, Pedro.
    beijos.

    ResponderExcluir
  10. Gracias por este alegato en favor de ir con la verdad por delante. En esta sociedad global, lo que más abunda es la mentira. La mentira como norma de vida y conviviendo con ella. Pero la mentira que más insoportable se hace, es la de los amigos, familiares o conocidos a quienes apreciamos. También ocurre como dices, aunque no nos engañen y sepamos que nos mienten. Le temo a la mentira, la que te deja por tiempo desangrando...
    Agradable leer en este espacio que transmite tantas verdades.
    Saludos.

    ResponderExcluir
  11. Mi sofferamo sempre con immenso piacere sulle tue variegate pagine Pedro.
    Un caro saluto,silvia

    ResponderExcluir
  12. É bem desagradável lidar com pessoas mentirosas. Estou nesta fase da vida, lidar com corretores de imóveis e os pretendentes à compra de minha casa, têm me deixado enlouquecida e estressada, além dos comentários sobre os políticos,(leia-se mentirosos), todas as noites nos Jornais da TV.
    Você caro amigo Pedro tem toda razão nesta sua ótima crônica, é realmente muito, muito mesmo desinteressante ouvir mentiras, principalmente as deslavadas...
    Beijinhos,
    Léah

    ResponderExcluir
  13. Pedro, a mentira, lamentavelmente, campeia e toma conta dos relacionamentos diários que mantemos, sobretudo os profissionais. É, infelizmente, uma grande realidade. O ser humano segue corrompido. Vemos isto todos os dias, no comércio, na política, nos relacionamentos que mantemos com outras pessoas. Lamentavelmente. Oportuna sua postagem, Acho que todos nós que nos encontramos neste ambiente em que podemos escrever exatamente o que pensamos, sem necessidade de mentirmos façamos uma reflexão séria sobre este assunto. Um grande abraço... Obrigado pela força.

    ResponderExcluir
  14. Oi Pedro,
    Mentir no blog é difícil descobrir. mas se batem na mesma tecla: desconfie.
    Às vezes a gente mente para agradar ex: meu vestido está bonito? Cruza os dedos para trás e diz: lindo....!!
    Quem mente não tem competência para viver em sociedade, ninguém é tão bobo quando alguém nos mentem. Tudo nela ou nele muda: gesticula muito, meche muito com as mãos e às veze perde o "fio da meada" e diz: onde parei?
    Mama mia! Ninguém, então a gente mente que tem um compromisso que havia esquecido e some.....
    Que Deus o abençoe
    Abraços
    Lua Singular




    ResponderExcluir
  15. Desculpa Pedro,
    Errei uma palavra: mexe: Que vergonha!
    Desculpa
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso não é nada, um simples erro ao digitar.
      Acontece a todos nós.
      O mais importante é a presença dos amigos.
      Um bom feriado.
      Abraços.

      Excluir
  16. Olá Pedro
    Sempre vamos ouvir uma mentira aqui e outra acolá por diversas circunstâncias mas eu particularmente acho desagradável esta conduta e a mentira pode ser a causa de muitos relacionados desfeitos. Uma convivência sadia não se sustenta quando a mentira se faz presente. É triste mas desconfiamos de tudo que nos é dito. Uma crônica espetacular
    Uma linda semana
    Abraços

    ResponderExcluir
  17. Boa Noite mestre Pedro.
    Bela ilustração com O Semeador.
    A mentira e o mentiroso uma relação estreita com data de validade curtíssima.
    Quisera um mundo sem as mentiras, que tanto desagrega o ser e que muitas vezes veem como um câncer fulminante e pode contaminar pessoas.
    Livre-se mentiroso e vive-se melhor no mundo real.
    Meu abraço mestre e bom feriado.

    ResponderExcluir
  18. Pedro, cuando los amigos son de larga duración uno sabe bien si mienten o no, a nadie se le escapará que un amigo de la infancia, mienta. Pero entonces será raro que conserves una gran intimidad con él.
    Podrás seguir queriéndolo si sabes que en el fondo es buena persona y tiene ese problema, quizá derivado de una falta de autoestima, pero ya no lo tomarás en serio ni confiarás en él. Los amigos/amigos siempre son sinceros. Cueste lo que cueste.

    ResponderExcluir
  19. Hay personas que mienten tanto, que al final se creen sus propias mentiras. Tampoco entiendo que beneficio sacan mintiendo.
    Se puede perdonar una mentira piadosa, pero lo demás no es aceptable y no vale la pena su amistad.
    Un buen tema para expresar.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  20. Bom dia Pedro.
    A mentira é algo que me enoja.No passado fui prejudicada por pessoas que eu confiaria a minha vida é me vi nunha teias de mentiras. Tudo por dinheiro. Depois disso perdi a confiança nas pessoas. Não acho que possa usar de mentiras para nada. Mentira é mentira ponto final. É sempre a verdade vem a tona. Costumo usar uma frase popular mentira é a arma do diabo. Pois muitas destrói vidas. Lógico que quando é alguns raros casos é as vezes permitido. Quanto seja para palpar um sofrimento a alguém. Mas mesmo nestas situações ainda acho que a verdade liberta. É quem mente é prisioneiro da própria mentira. É os mentirosos compulsivos as vezes até acredita nas próprias mentiras a esses a psiquiatria se faz necessário. Se me perguntasse se eu nunca mentir. A minha resposta seria acho que sim, mas nunca que isso fosse para prejudicar alguém ou me engrandecer. Mas para evitar sofrimento desnecessário e hoje se pudesse voltar atras teria dito a verdade. Por maior dor que a verdade possa causar sempre é a mais digna. Uma bela postagem. Um feliz dia. Abraços.

    ResponderExcluir
  21. ✿゚ه° ·.
    Ahhhhh, amigo... estamos lotados de mentirosos.
    Basta ouvir o jornal na TV... tem político que de tanto mentir o povo já considera verdade... mas, a "Lava Jato" não.
    O que dizer do ex presidente da Câmara?!... Ele diz que foi "vingança política" ter conta no "Paraíso Fiscal". Será???
    Boa semana, com tudo de bom!
    Beijinhos.

    ⎝❀ه° ·.

    ResponderExcluir
  22. Creo que la persona que miente por costumbre es un ser muy desgraciado, es alguien que no puede enfrentarse con la verdad. La realidad está tan alejada de lo que son sus deseos que tiende a mentir mas que para engañar a los demás, lo hace para engañarse a sí mismo. Es muy complejo el mundo de los mentirosos pues hay quien miente por soberbia; otros, para dar envidia; algunos, para demostrar que son importantes. En fin, las causas son variopintas y yo, esto que digo es verdad, hay personas que mentimos muy mal, se nota que mentimos... Interesante entrada.

    Quiero agradecerle sus comentarios en mi nuevo blog "El canto del raitán" han sido realmente amables. Muchas gracias.

    ResponderExcluir
  23. Há pessoas que mentem compulsivamente não se importando com as consequências que dai pode vir, o melhor é termos amigos em quem podemos realmente confiar no que dizem, estou de acordo com o texto meu amigo.
    Um abraço e boa semana.
    Andarilhar

    ResponderExcluir
  24. Olá Pedro,

    Pessoas que mentem descaradamente, cedo ou tarde acabam sendo descobertas e quando a confiança nelas é perdida, não tem mais volta. A mentira causa um estrago muito maior que uma verdade dolorosa.

    Abraços/Parabéns pela excelente crônica.

    ResponderExcluir
  25. Há tantos provérbios populares sobre a mentira!
    Quem não aprendeu a verticalidade da honra, é um carácter deficitário e deplorável...
    Felizmente, só convivi com uma colega praticante...
    Quanto aos políticos, parece-nos que são todos obrigados a tirar uma matéria universitária sobre a arte de bem mentir...
    Para alguns vendedores também deve ser mérito de bom negociante...
    Uma crónica muito interessante e pertinente, já que nos toca a todos, pois lembra-nos que todos estamos expostos a este tipo de bombardeio.
    ~~~ Abraço, Pedro ~~~

    ResponderExcluir
  26. Ah... não, Pedro! Depois de velho, ouvir mentira de velhos? Ninguém merece! Ah... viro as costas... Já menti muito na adolescência e juventude como um falso Dom Juan ao pé do ouvido da incauta - acho que até frota de Boeing eu já tive. Carros esportivos, meus supostos irmãos tiveram bastante; mas agora, com minha idade? é demais. A esses mentirosos quando tenho um pouco mais de intimidade, digo: Valeu! me engana que eu gosto de ilusões! E aos mais distantes, mudo de assunto logo, e com mentira maior, para o cara se tocar. Muitíssimo bom o teu texto! Parabéns! Abraços. Laerte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é o poeta Laerte, que assim termina o seu comentario: “[...] E aos mais distantes, mudo de assunto logo, e com mentira maior, para o cara se tocar”. Mas todo o poeta é assim mesmo, suas verdades são relativas. Não me lembro bem do poema de FERNANDO PESSOA, que diz, em outras palavras, que o poeta mente sobre a dor que diz sentir.
      Também o escritor de prosa mente, que o diga MARIO VARGAS LLOSA quando apresenta “A verdade das mentiras”:
      “As mentiras dos romances nunca são gratuitas: preenchem as insuficiências da vida. Por isso, quando a vida parece plena e absoluta e, graças a uma fé que tudo justifica e absorve, os homens se conformam com seus destinos, os romances não prestam serviço algum. […] Porque a vida real verdadeira, nunca foi nem será suficiente para satisfazer os desejos humanos”.
      Portanto, Laerte, se a realidade não basta, para quem vem te pregar uma mentira, a solução é, como tu dizes, uma mentira maior, como resposta.
      Grande abraço, amigo.

      Excluir
  27. Caro amigo Pedro, o mentiroso contumaz é um doente, mas não sei que tal doença tem cura, exceto, se o sujeito decidir encerrar o vício, tal como faz o fumante, por exemplo, que num determinado dia decide parar de fumar e nunca mais põe o tabaco na boca. Tenho a impressão que esses mentirosos inveterados vivem numa confusão, que, por vezes, se perdem na própria teia criada por eles, ou seja, mentem tanto que já não sabem mais onde está a verdade.
    Um abraço. Tenhas uma boa tarde.

    ResponderExcluir
  28. Caro amigo,Pedro, toca um tema muito em voga mas que se centrou, digamos assim, no mentiroso comum.
    Porém, nos dias que correm, a mentira institucionalizou-se como vemos diariamente no campo da política, mas que se generalizou a outros campos da sociedade. Veja-se o caso quentinho dos USA.
    Parece-me que houve uma inversão entre a regra é a excepção. Dá para perceber, Pedro?
    Abraço.

    ResponderExcluir
  29. Hay personas que viven rodeados de la mentira. No puedo entender cómo pueden ser felices así.

    No me gustan las mentiras.

    Un abrazo

    ResponderExcluir
  30. La mentira aunque sea pequeñita o piadosas acaban siendo malas.
    No me gustan por ello ningún tipo de ellas.
    Tu letras estan llenitas de razón.
    Besos

    ResponderExcluir
  31. A mentira faz parte da vidaa .
    abraço

    ResponderExcluir
  32. uma crónica muito boa e real.
    concordo com a sua visão sobre a mentira.
    Bom fim de semana.
    Beijinhos
    :)

    ResponderExcluir
  33. Por mais que tentemos diferenciar..acabam sendo as desculpas e omissões...espécies camufladas de mentiras.
    Um abraço meu.

    ResponderExcluir
  34. Como dijo Fray Luis de León, "La envidia y la mentira, me tuvieron encerrado".
    No hay peor persona que un envidioso o un mentiroso y los dos juntos, forman un "buen" tándem.
    Como ya sabes que soy persona mayor, a lo largo de mi vida he dado con gente de todos los calibres, pero los mentisosos...no hay quien los soporte.
    Un abrazo amigo Pedro

    ResponderExcluir
  35. Que fea es la mentira, y sin embargo la utilizamos con demasiada frecuencia.
    Al final, siempre se acaba pillando al mentiroso y sabiéndose la verdad.
    No puedo comprender a la gente que miente como si nada.
    Un tema muy interesante has tocado hoy, Pedro.
    Saludos.

    ResponderExcluir
  36. Maravilhoso texto!

    Beijo, bom fim de semana.
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  37. Abomino mentira... mas por vezes existem mentiras piedosas...
    Meu avô tinha sofrido um AVC havia pouco tempo, quando minha mãe sofreu um acidente e foi atropelada... Eu inventei desculpa de toda a espécie e feitio, para o facto de ela não o poder visitar, durante um tempão, enquanto ela recuperava... e porque não queria que ele se preocupasse piorando seu estado...
    Algum tempo mais tarde... já depois de minha mãe recuperar... eu e ela... mentimos-lhe de novo... Ele estava bastante mal, nunca recuperando do AVC... e sempre dissera que não resistiria à falta de minha avó... ela faleceu, repentinamente... e o meu avô faleceu muito pouco tempo depois... mas nunca soube, que ela partira primeiro.
    Ambas, ainda hoje, convivemos muito bem e sem quaisquer remorsos, com as nossas mentiras, para com ele...
    Adorei sua crónica, Pedro! Existem mesmo pessoas, para quem a mentira... é uma forma de estar... de parecer bem... no meu caso... costumo usá-la... se com ela, não causar, um sofrimento dispensável, a alguém... com a verdade...
    Tudo é muito relativo nesta vida... consoante as circunstâncias...
    Um grande abraço! Bom domingo!
    Ana

    ResponderExcluir
  38. Pobres almas sonhadoras que voam sem nunca sair do chão, temos de ser pacientes com as mentiras alheias enquanto nos aninhamos nos nossos próprios sonhos e voos.
    Fica bem e segue escrevendo, escrever nos salva desse amargor diário, dos mundos ficcionais alheios.

    www.reticenciando.com

    Beijos

    ResponderExcluir

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

PEDRO LUSO