>

23 de nov de 2012

[conto] NELSON RODRIGUES – A fera



          
         PEDRO LUSO DE CARVALHO

NELSON RODRIGUES foi um importante dramaturgo. Basta ler algumas de suas obras para não termos dúvida disso. São elas, Vestido de noiva (1943), Álbum de família (1945), A falecida (1953), Beijo no asfalto (1960), Toda nudez será castigada (1965).
O dramaturgo foi um homem extremamente crítico. Seus alvos eram os pequenos-burgueses, como eram chamadas as pessoas de posses. Então tirava a máscara dessas pessoas hipócritas e preconceituosas.
Nelson Rodrigues nasceu a 23 de agosto de 1912, em Recife, e morreu em 21 de dezembro de 1980, no Rio de Janeiro.
Escolhemos para esta postarem o conto A fera, do mestre Nelson Rodrigues (in A vida como ela é... (in A vida como ela é... / Nelson Rodrigues, Rio de Janeiro, Agir, 2006, p. 543, que segue:

A FERA
NELSON RODRIGUES


Na rua, era cordial com todo mundo , cordial talvez demais. Uma vez, no ônibus, foi até interessante. Desfeitado pelo trocador, não teve uma reação. Meteu-se num canto, enquanto o trocador esbravejava. Pois bem. Afável e, até, pusilâmine, com os outros, era uma fera em casa. Viúvo há 16 anos, tinha cinco filhas, às quais dispensava um tratamento bárbaro. As meninas andavam, em casa, na ponta dos pés, no pânico desse pai terrível. O hábito da obediência, da sujeição, as petrificava. Eurilo ia no berro, do grito, dr;Eurilo já avisara:ao castigo corporal. Das cinco, apenas a caçula, Terezinha, de 16 anos, permitia-se, às escondidas, umas certas audácias. Por exemplo: na ausência do velho Eurilo, ia ao cinema, com as coleguinhas; ou, então, ficava com rapazes da vizinhança, na porta do edifício onde morava. As outras não. Submetiam-se às ordens paternas, com uma docilidade total; e o respeitavam, mesmo na ausência. Dr. Eurilo já avisara:
Eu rebento a primeira que namorar! Estão avisadas!



*   *   *




      

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

PEDRO LUSO