>

25 de jun de 2015

[Poesia] PEDRO LUSO – Despedida




DESPEDIDA
– PEDRO LUSO DE CARVALHO
  
Quando parti, dormia a cidade
sob um manto espesso de névoa.
Naquela noite, venci dúvidas
e medos. Levei comigo a cidade
para aguçar lembranças
e remoer arrependimentos.
Lembro-me, hoje, daquelas ruas,
de seus segredos e de conselhos
para a escolha dos meus caminhos.



 *  *  *

15 comentários:

  1. Pedro Luso, a despedida de madrugada tem a beleza a construção do poema. A ilustração conjuga-se bem, para que o poema se torne maravilhoso.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Pensieri della notte su cui far volare la mente, nei sentieri della città
    Sempre bello leggerti, buona serata Pedro,silvia

    ResponderExcluir
  3. No me funcionó el traductor Pedro....he tratado de leer entre líneas...
    Es un bello poema que deja ver profundos sentimientos... el alejamiento de un lugar buscando nuevos caminos ...esas cambios son la vida misma que se vive de renuncias o cambios para volver a renacer con más esperanzas
    Fuerte abrazo Pedro

    ResponderExcluir
  4. Pedro,
    Eu já mudei muito, a primeira vez levei minha juventude, a segunda voltei a terra natal, meio madura, mas casei-me novamente, pois o outro morreu. Veja minha foto no fim do blog.
    Agora as dores fizeram morada e a última é num lugar escuro, mas sem dor.
    São ciclos que muitos passam, mas tem gente que nasce no último.
    Beijos no coração

    ResponderExcluir
  5. A mudança foi inevitável mas ficou eternizada as doces lembranças
    Belíssimas letras caro amigo Pedro
    Beijos no coração e um sorriso

    ResponderExcluir
  6. Paure e dubbi si sciolgono sempre nelle ore notturne...Nel nuovo percorso resta solo un poco di malinconia per il passato. Una bellissima poesia, complimenti!

    ResponderExcluir
  7. Antes de tudo é um ato de coragem, um desbravar de peito aberto em deixar o conhecido para enfrentar o desconhecido! E muitas vezes, temos apenas as ruas das cidade para nos aconselhar, para ajudar na decisão... E quantos passam por isso!! E vencem.
    Beijinho!

    ResponderExcluir
  8. Cuando uno se va, se lleva parte de la ciudad consigo, en rscuerdos, vivencias y añoranzaa.

    Un abrazo

    ResponderExcluir
  9. Que bom levar na bagagem, lembranças que fazem crescer.
    Beijos, Pedro!

    ResponderExcluir
  10. UN TEXTO MUY NOSTÁLGICO.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  11. Es triste la despedida, pero a veces en inevitable el buscar nuevos horizontes viajando con los recuerdos y las experiencias vividas.

    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  12. Bom dia Pedro Luso.
    Um belo poema, falando dos que deixam a sua cidade para enfrentar o desconhecido, levando consigo as lembranças, vencendo o medo de se aventurar pela vida. Um lindo final de semana para vocês. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  13. me encanta tu blog
    y el sabor que le das a las letras
    un gran abrazo desde Miami

    ResponderExcluir
  14. Pedro eres un artista de tus letras

    ResponderExcluir
  15. É muito triste para os locais que queremos. Retornando nada é a mesma do que perdemos. E há muitos entes queridos.
    Um abraço , Pedro .

    ResponderExcluir

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

PEDRO LUSO