>

29 de abr de 2017

[Crônica] PEDRO LUSO - A frustração




         
  A FRUSTRAÇÃO
 PEDRO LUSO DE CARVALHO


Sempre que estou para realizar algum ato, em meu próprio benefício, procuro ficar atento para uma possível frustração. Nada mais comum, no meu sentir, que se ter reação agressiva diante de uma decepção. Tendo-se a consciência da possibilidade dessa reação, é que se pode manter o controle, sem o qual, o mal da reação poderá ser maior que o sentimento de insatisfação.
Quem não sentiu o desconforto de uma frustração? No meu entender ninguém escapa desse sentimento, que estará presente muitas vezes ao longo da vida. Também é certo que a cada decepção, qualquer que seja o motivo, haverá reação por parte de quem se frustrou. Será distinto, porém, o tipo e o grau da reação, que sempre dependerá da situação e do impulso do desejo, que foi objeto de contrariedade.
Não se pode esquecer, no entanto, que esse mal, que poderá advir da frustração, poderá atingir tanto quem se sente frustrado como a quem dá causa a esse sentimento. Também neste outro lado, que envolve quem frustra, a reação agressiva poderá ter graus nas mais variadas escalas, desde um simples insulto quanto a morte, por ato de quem se sente frustrado, como acontece, por exemplo, no crime passional.
Têm-se muitos exemplos de reação agressiva, por parte de quem se sente frustrado, mas que não chegam a colocar em risco a vida de quem dá motivo à frustração. A vida em família é rica em exemplos de descontentamento por quem se sente insatisfeito no que reivindica, que tanto pode ocorrer entre o casal como com os seus filhos. Essas frustrações variam de acordo com a situação socioeconômica de cada família.
Embora muitos sejam os exemplos de frustração, não se pode esquecer de que se trata de um sentimento absolutamente normal. Será uma boa medida, no entanto, que se tenha cautela diante de uma reação exageradamente agressiva por parte de quem se vê frustrado, pois, nesse caso, poderá estar, essa pessoa, acometida de alguma doença mental, sem que seja percebida por quem é causador da frustração.



  *   *   *


45 comentários:

  1. Buenos días, Pedro...La palabra, el hecho, de fracaso y fracasar es algo que siempre nos atemoriza y sus desencadenantes también y aunque te prepares nunca llegas a estarlo del todo. Buen fin de semana!!!

    ResponderExcluir
  2. _______░இஇஇ█▓░
    _____░இஇஇஇஇஇ█▓░
    ___░இஇஇஇஇஇஇஇ█▓░
    __░இஇஇ█▓░_░இஇ█▓░
    ___░இஇஇ█▓░
    _______░இஇ█▓░
    _________░இஇ█▓░
    _░இ█▓░__░இஇஇ█▓░
    ░இஇ█▓░__░இஇஇ█▓░.
    ░இஇஇ█▓░░இஇஇஇ█▓░ U P E R * P O S T *
    _░இஇஇஇஇஇஇஇஇ█▓░.
    ___░இஇஇஇஇஇஇ█▓░.
    ______░இஇஇஇஇ█▓░.

    ResponderExcluir
  3. Concordo com as suas palavras!
    Belo texto!
    Bom fim de semana.
    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Muito bom,Pedro! Temos que saber, aprender a lidar com nossas frustrações que existem em grau maior ou menos. Caso contrário, sofreremos e faremos sofrer! abração, lindo feriadão,chica

    ResponderExcluir
  5. Capita un pò a tutti di provare un senso di frustrazione, per un motivo
    o l'altro della vita,anche se ognuno reagisce in modo diverso a questa
    pulsione inquietante....
    Un caro saluto, Pedro,silvia

    ResponderExcluir
  6. Maravilhoso, o seu texto!!

    Beijos e um excelente fim de semana.

    ResponderExcluir
  7. Naturalmente capitano situazioni in cui uno si sente frustrato, il guaio è quando gli insicuri scaricano i loro problemi su chi gli è vicino.
    Buon weekend, un abbraccio
    enrico

    ResponderExcluir
  8. ES UNA POSIBILIDAD QUE HAY QUE TENER EN CUENTA. EXCELENTE TU REFLEXIÓN.
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  9. Concordo Consigo. Ao longo da vida, as frustrações são tão naturais como o ar que respiramos. Porque todos nós sonhamos para além do que a vida nos dá. Aprender a controlar as frustrações é tão essencial como aprender a falar, ou a andar.
    Um abraço e obrigada pela sua presença no Sexta.

    ResponderExcluir
  10. Pedro e quem já não ficou frustrado por algo?Quantas coisas gostaríamos que acontecessem e não aconteceram?
    Acho que isso é de todo o ser humano e a frustração faz parte,mastemos que saber lidar quando isso nos acontece.
    Bela crônica.
    Bjs e um lindo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  11. Muy de acuerdo contigo.
    La fustración te impide vivir feliz, hay que olvidar lo malo y pasar pagina.
    Un feliz fin de semana.

    ResponderExcluir
  12. Muito bom texto, pequenas ou grandes frustrações, o que nos levam a isso? As piores são quando esperamos "dozotros" o que não podem corresponderem às nossas expectativas, frustrações são terríveis desilusões!
    Abraços amigo Pedro, sempre com bons textos, parabéns!

    ResponderExcluir
  13. Boa reflexão.
    Naturalmente, como quem respira. O problema resulta, a meu ver, de estar-se acantonado no ego sem tempo de sentir, perceber, o que circula em volta. Disso resulta a inexistência de travão que permita moderar a "velocidade" a que se circula, quando ele é necessário.
    Abraço, Pedro.

    ResponderExcluir
  14. Muy buena tu reflexión.

    Los desengaños siempre causan dolor y decepción.

    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  15. A frustração advém da expectativa... e é na medida igual.Se não colocarmos muita expectativa e racionalizar nos termos de nossas possibilidades a frustração será menor. por isso, não precisamos abdicar dos nossos sonhos mas trabalhar para colocar ao nosso alcance, mas é lógico que ninguém gosta de se decepcionar, mas aguentar e seguir em frente faz parte da vida...e saber que ela pode nos surpreender.
    Um abraço










    ResponderExcluir
  16. Boa tarde, Pedro,como sempre excelente tema.Esperamos demais das outras pessoas, o que acontece? Saimos frustrados e tristes.Cabe a nós mensurarmos o quanto esperar da outra pessoa, pois assim, com certeza teremos a medida certa, e a decepção não será tão doída.Desiludimo-nos com os outros e sofremos, basta-nos aprender a medida. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  17. Frustração é um NÃO em cima de nossas metas, de nossos sonhos, sejam eles pequenos ou grandes. E as reações serão diversas, proporcionais ao tamanho do estrago que possa causar em nós. É um balde de água fria nos nossos desejos. Temos dois tipos de frustrações: com coisas que não conseguimos fazer e com pessoas que não pudemos acreditar ao colocar nossas expectativas em relação a eles.
    Frustrações deixam marcas, deixam mágoas. Fazem inimigos. Destroem amizades, famílias. São reações fortes, discussões acirradas. Desconforto total. É algo que teremos de lidar a vida inteira. Temos de encontrar o melhor antídoto para esse mal, e cada um tem de encontrar a melhor receita dentro de si.
    Acho que a nossa meta principal de vida é a busca de paz. O esforço final deve ser esse.
    Beijinho, do gabinete do lado.

    ResponderExcluir
  18. Querido amigo, o tema dá para se discutir longamente de tão bom que é :)).
    Frustração é a falha do que esperávamos como resultado positivo e que não aconteceu, ou da promessa de alguém que não foi cumprida, é como uma raiva que vem deixa doendo e que temos que deixar o tempo curar. A frustração é irmã da decepção, andam juntas de corpo inteiro. Só existe um remédio contra as irmãs diminuir as grandes expectativas sendo realista.
    Abração, Léah

    ResponderExcluir
  19. Contempla usted dos reacciones, la de quien se siente frustrado por una acción ajena, y la del causante cuando recibe una determinada respuesta del receptor.
    Pero aunque se trate de algo sin importancia, ambas posiciones pueden ser conflictivas si alguno de los protagonistas tiene un problema mental. Cuántas veces ha habido muertes sólo porque alguien ha creído ver que otro le miraba mal, o cuando ha recibido un pequeño empujón al bajar unas escaleras…
    Saludos.

    ResponderExcluir
  20. As frustrações. Quantas vezes se nos afiguram reais e quantas vezes perdem o sentido? Procuramos os pormenores que sancionem aquilo que desejámos e nem sempre aconteceu. E são tantas vexes o pretexto para a infelicidade e agressividade de muita gente... Uma boa reflexão, o seu texto, meu Amigo Pedro.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  21. Boa tarde, quando criamos enormes expectativas a frustração é maior, quem não as teve, em qualquer situação devemos manter a cabeça fria para achar a causa, sim...porque tudo tem uma causa.
    Bom feriado,
    AG

    ResponderExcluir
  22. A frustração é algo inevitável ao ser humano.

    Que se reaja com desagrado é natural. mas tudo tem limites.

    Muito mau é os pais não educarem suas crianças e jovens nesse sentido.

    Abraço com votos de excelente Maio

    ResponderExcluir
  23. Pedro Luso
    Quem realiza seja o que for, até constituir família, sujeita-se a frustrações, para o que deve estar preparado. Para poder de partir noutra direcção, após respirar fundo, procurando a completa realização.
    Abraço

    ResponderExcluir
  24. Penso, amigo Pedro, que a frustração tem a ver com a expectativa que colocamos numa pessoa ou num assunto.
    É um sentimento muito desconfortável e que pode, como bem disse, tornar-se agressivo.

    Um beijinho

    O Toque do coração


    ResponderExcluir
  25. Excelente texto.
    Penso que cada um de nós em algum percurso da nossa vida, já se viu confrontado com esse sentimento nada agradável que é a frustração, relativamente a alguém, ou a alguma situação que se esperava ocorrer de maneira diferente.
    O importante é não desanimar e analisar se realmente não teríamos colocado as nossas expectativas alto demais.
    Um abraço
    Maria

    ResponderExcluir
  26. Infelizmente as frustrações fazem parte da nossa vida há que saber viver com elas e mais importante ultrapassa-las.
    Um abraço e boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderExcluir
  27. Olá.

    O que dizer da frustração? Acho que ela faz parte da nossa essência, enquanto transitórios nesta vida. Entretanto, há momentos em que ela é bastante abusiva e cabe a cada um de nós saber destes momentos, tirar proveito.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  28. Muito bem discernido e analisado do ponto de vista psicológico, porém na minha opinião, também acontece o frustrado ficar silenciado por amor-próprio ou orgulho e é nestas situações que a frustração fere e perturba seriamente o equilíbrio psíquico.
    Gostei de refletir sobre este tema.
    Saudações cordiais.
    ~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Majo.
      Tens razão, há casos em que a pessoa não tem coragem suficiente para se revoltar contra quem lhe causou frustração, então se refugia num silêncio doentio, não resolvido, por estar com seu ego ferido. Pessoas frágeis assim conheci poucas, que já não me lembro quem sejam elas. Um abraço.

      Excluir
  29. É amigo, frustração ou decepção, muitas vezes é um punhal cravado na alma. Principalmente se por razões diretas de um ser amado, em que a vaidade humana entende como traição. O ser traído torna-se um animal irracional - nada pensa além daquilo e da vingança. O problema é, e que está provado cientificamente, que o ódio é mais molesto que o câncer. Conheci um peixeiro rico que foi enganado por um italiano e ele foi à Itália para matar o sujeito. Não tendo êxito, voltou canceroso. Como tinha muito dinheiro, recorreu à ciência, mas foi curar-se junto aos espíritas que o ensinaram a não odiar. Com o ódio amainado, o câncer amainou, vindo a curar-se. Isso faz uns vinte anos e conheço o gajo em plena forma e saúde. Perdeu uns dois milhões de reais, mas não perdeu a vida. Tua crônica, além de bem escrita, é de grande acerto. Meu abraço. Laerte.

    ResponderExcluir
  30. Olá Pedro!
    Aprender cedo que nada na vida é garantido, ajuda-nos a lidar com a frustração.
    Dissabores são inevitáveis. Dão desconforto, dão, mas aprendamos com eles a mudar comportamentos e a gerir expectativas.
    Projectar nos outros as culpas pelo insucesso dos nossos desejos, nunca.
    Deixar que a frustração dê lugar a agressividade, nunca.
    Existe ajuda, há que procurá-la.
    Excelente crónica, para ler e refletir.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  31. Un testo profondo e di grande attualità che condivido in tutte le sue sfumature! Buona settimana a te Pedro, e complimenti!

    ResponderExcluir
  32. En general, Pedro, creo que no estamos lo suficientemente preparados para soportar la frustración. A nadie le gusta fallar, pero reaccionamos muy mal.
    Habría que trabajar la paciencia y la tenacidad.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  33. Pedro, amigo...
    E quantas mais frustrações havemos de ter?
    Kis :=}

    ResponderExcluir
  34. Cuanto mayores son nuestras expectativas, mayor suele ser la frustracción. El budismo le da mucha importancia a este tema y el consejo es: no esperes nada a cambio de lo que das.

    Saludos muy cordiales y afectuosos y gracias por sus amables observaciones en mi blog. Afectuosamente. Franziska

    ResponderExcluir
  35. Al menos Pedro, comentar en tu blog me da satisfacción y no me frustra. ¡Algo es algo! ¿no?

    ResponderExcluir
  36. Penso que o maior motivo gerador desse sentimento de frustração será a dificuldade que muitas pessoa têm em aceitar um NÃO, o sentimento de rejeição é doloroso e para se poder lidar com essas situações há que se estar munido de armas mentais defensivas que nem sempre estão ao alcance de pessoas que vivem muito dependentes de uma relação afectiva, que julgavam certa e segura.
    Este é um tema melindroso e complicado, Pedro, já que varia muito de pessoa para pessoa.
    A agressividade é sempre sinónimo de incapacidade de aceitar a liberdade do outro.
    De uma forma geral, concordo com a sua linha de pensamento.

    Um abraço, Pedro. Tudo de bom.

    ResponderExcluir
  37. Si la frustración vuelve agresivo al hombre, algo anda mal, tal vez necesitaría un tipo de ayuda. Creo y puedo equivocarme que la frustración bien mirada es un crecimiento para aprender a vivir.

    Un abrazo.

    mariarosa

    ResponderExcluir
  38. Sempre que possível, é bom baixar as expectativas para não nos sentirmos tão frustrados. E também devemos pensar que tudo é relativo e passageiro...
    Excelente crónica, gostei muito.
    Bom fim de semana, caro Pedro.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  39. Olá Pedro,passando para agradecer a sua visita e desejar-lhe um lindo final de semana.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  40. Interessante esta reflexão sobre o fantasma da frustração com suas terríveis consequências que muitas não sabemos mensurar e aí vem os excessos, que podem ser fastais.

    Meu abraço amigo

    ResponderExcluir
  41. Amigo Pedro, gostei imenso de mais este teu belo texto.
    Eu bem sei como é difícil lidar com frustração, tanto de um lado como do outro!
    Ambas as situações doem! É isso aí! Acontece e bem cedo aprendemos a lidar com o facto!
    Com o passar do tempo acabamos por adquirir prática em contornar essa situação... frustrante!
    Bom fim de semana.
    Beijinho para si e para a Senhora do gabinete aí ao lado!

    ResponderExcluir
  42. Boa noite Pedro.
    Um belo texto falando sobre frustração, quem nunca a sentiu ? Acho que todos nós em algum momento da nossa vida nós sentimos frustados. Com a maturidade vamos sabendo lidar com as frustrações e tiramos delas lições. Enorme abraço.

    ResponderExcluir
  43. Numa época em que se cultiva a superficialidade, e as aparências... disfarçar a frustração deve ser o mais complicado que pode haver...
    Contudo... algo que devia ser tão natural... como a própria sede... é tão difícil de lidar por parte de uma grande maioria das pessoas... só um ser de outro mundo... ou sem qualquer vida de todo... pode passar pela vida, sem sentir qualquer frustração...
    É a forma como contornamos as nossas frustações... que faz de nós, boas ou más pessoas...
    A frustração para mim... é um dos grandes filtros da humanidade... separando o trigo do joio... só nos revelamos verdadeiramente, em estados alterados... e a frustração, é um deles... como reagimos a ela... mostra-nos a nossa verdadeira natureza... a que trazemos sempre bem escondida... de nós e dos outros!...
    Mais um belíssimo tema, por aqui, Pedro!
    Abraço! Boa semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  44. Uma boa reflexão, caro amigo Pedro!
    Temos realmente que estar preparados para que a frustração não nos moleste demasiado, sabendo que a vida não acaba ali. Relativizar é importante.
    Beijinho.

    ResponderExcluir

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

PEDRO LUSO